Recebi um questionamento acerca da postagem sobra a IURD, via comentários, dum tal de samuelsa:

“AMIGO DANILO, PORQUE CRITICAR?”

É evidente que não vou publicar o mesmo (precisa?), uma vez que quero responder ao questionamento aqui mesmo. Não somente para ele, mas para todos aqueles que vivem questionando a mesma coisa.

A bem da verdade é que o que eu faço aqui não são apenas críticas, pois se fosse somente isso eu me sentiria um frustrado. Meus textos vão mais além: minha real intenção é denunciar os abusos, enganos, falsas doutrinas, falsos ensinamentos e demais situações que tem tomado conta da Igreja como um todo. Tudo o que faço é baseado na Palavra de Deus. Não estou criando nada novo, somente mostrando, à luz das Escrituras, que estas coisas estão incorretas.

O povo, cada vez mais incauto, tem acreditado mais e mais nas baboseiras que se tem disseminado por aí. O costume bereano (Atos 17:10-11), de analisar à luz das Escrituras – e repudiar os enganos, tudo o que lhe é oferecido não tem sido nada atraente em nossos dias. É mais fácil e gostoso saborear os manjares do que contestar. Ainda que este esteja estragado e te conduza a um mal estar espiritual…

Não sou dono da verdade, mas pelo (pouco) conhecimento que tenho da Palavra e principalmente pelo zelo que tenho com as coisas de Deus, fico indignado com as aberrações que tenho visto no meio do povo de Deus. Assim como Esdras, que chegou inclusive a rasgar as vestes e arrancar os cabelos e a barba tamanho sua indignação ao ver o povo misturando o santo com o profano (Esdras 9), eu tenho orado ao Senhor por uma restauração e além, como dito anteriormente, uso deste blog para denunciar tais enganos. Sei que não vou mudar o mundo, sei que não sou um Lutero da vida. Sei também que ainda tenho muito que aprender. Mas acima de tudo creio no poder de Deus, no agir do Espíito Santo e que Deus tem separado para sí um povo santo e espero ser parte deste povo.

O que escrevo não escrevo para agradar a ninguém. Se se sente incomodado é porque o que você lê aqui está indo contra aquilo que você acredita. Daí fica a questão: o que escrevo está fora daquilo que Deus nos deixou e está registrado nas Sagradas Escrituras ou o que você tem crido está fora?

Se quer me refutar que o faça com base na Bíblia. Não baseado em teses humanas, não em costumes e tradições, mas na Palavra. Não venha com a ciência da “achometria” (eu acho isso, eu acho aquilo) ou com opiniões de líderes que se acham donos da verdade, mas que pregam mentiras de satanás levando o povo cada vez mais para longe de Deus.

No mais meu pedido e desejo é que aqueles que se dizem cristãos se voltem para Deus através da oração, da comunhã diária com Ele, através do estudo da Palavra e não aceite tudo o que se prega por aí sem antes verificar na Bíblia se o que te vendem como verdade é, de fato, verdade.

Que o Senhor tenha misericórdia de nossas vidas!