Notícias


Este blog, como pode-se perceber, não está mais sendo atualizado. Atualize seus favoritos. Veja novidades em: http://semforma.blogspot.com

Recebi um questionamento acerca da postagem sobra a IURD, via comentários, dum tal de samuelsa:

“AMIGO DANILO, PORQUE CRITICAR?”

É evidente que não vou publicar o mesmo (precisa?), uma vez que quero responder ao questionamento aqui mesmo. Não somente para ele, mas para todos aqueles que vivem questionando a mesma coisa.

A bem da verdade é que o que eu faço aqui não são apenas críticas, pois se fosse somente isso eu me sentiria um frustrado. Meus textos vão mais além: minha real intenção é denunciar os abusos, enganos, falsas doutrinas, falsos ensinamentos e demais situações que tem tomado conta da Igreja como um todo. Tudo o que faço é baseado na Palavra de Deus. Não estou criando nada novo, somente mostrando, à luz das Escrituras, que estas coisas estão incorretas.

O povo, cada vez mais incauto, tem acreditado mais e mais nas baboseiras que se tem disseminado por aí. O costume bereano (Atos 17:10-11), de analisar à luz das Escrituras – e repudiar os enganos, tudo o que lhe é oferecido não tem sido nada atraente em nossos dias. É mais fácil e gostoso saborear os manjares do que contestar. Ainda que este esteja estragado e te conduza a um mal estar espiritual…

Não sou dono da verdade, mas pelo (pouco) conhecimento que tenho da Palavra e principalmente pelo zelo que tenho com as coisas de Deus, fico indignado com as aberrações que tenho visto no meio do povo de Deus. Assim como Esdras, que chegou inclusive a rasgar as vestes e arrancar os cabelos e a barba tamanho sua indignação ao ver o povo misturando o santo com o profano (Esdras 9), eu tenho orado ao Senhor por uma restauração e além, como dito anteriormente, uso deste blog para denunciar tais enganos. Sei que não vou mudar o mundo, sei que não sou um Lutero da vida. Sei também que ainda tenho muito que aprender. Mas acima de tudo creio no poder de Deus, no agir do Espíito Santo e que Deus tem separado para sí um povo santo e espero ser parte deste povo.

O que escrevo não escrevo para agradar a ninguém. Se se sente incomodado é porque o que você lê aqui está indo contra aquilo que você acredita. Daí fica a questão: o que escrevo está fora daquilo que Deus nos deixou e está registrado nas Sagradas Escrituras ou o que você tem crido está fora?

Se quer me refutar que o faça com base na Bíblia. Não baseado em teses humanas, não em costumes e tradições, mas na Palavra. Não venha com a ciência da “achometria” (eu acho isso, eu acho aquilo) ou com opiniões de líderes que se acham donos da verdade, mas que pregam mentiras de satanás levando o povo cada vez mais para longe de Deus.

No mais meu pedido e desejo é que aqueles que se dizem cristãos se voltem para Deus através da oração, da comunhã diária com Ele, através do estudo da Palavra e não aceite tudo o que se prega por aí sem antes verificar na Bíblia se o que te vendem como verdade é, de fato, verdade.

Que o Senhor tenha misericórdia de nossas vidas!

Este post é para comemorar minhas primeiras 8 mil (isso mesmo, oito mil) visitas! Louvo a Deus, pois apesar de passar por alguns momentos sem publicar nada novo aqui, ainda assim nunca deixei de receber ao menos um visitante por dia. Sei que não sou nada e que não tenho nada, mas o que escrevo aqui o escrevo de coração, na intenção de revelar o meu desejo mais íntimo de ver o verdadeiro Evangelho sendo pregado, ensinado, difundido.

Novos planos e projetos estão em andamento. Um deles, por exemplo, já estou colocando em prática aos poucos: estou “dividindo” o blog em dois. Este permanecerá ativo, mas ficará mais voltado para coisas pessoais, comentários rápidos e textos que não chegam a ser um estudo. No outro publicarei estudos bíblicos mais aprofundados, matérias, entrevistas (sim, entrevistas!) e demais.

Assim como você tem me visitado aqui – e espero que volte sempre! – quero vê-lo sempre por lá também. Que Deus nos conceda graça para estes dias maus, em Cristo Jesus!

Ah, o endereço do outro blog (Sem forma, este é o nome dele. Vá lá e vai entender porque do nome) é: http://semforma.blogspot.com

No outro domínio (www.danilomiguel.com, que eu perdi devido ao fato de meu cartão de crédito ter expirado e não conseguir renovar a anuidade :() eu tinha algumas boa mensagens que infelizmente se perderam. Uma delas – por isso o “parte II” no título – era uma crítica aos que saem por ai abrindo igrejas achando que a Igreja não passa de um negócio lucrativo. Coisa que mais vemos nos dias de hoje… Infelizmente não consegui acesso nem a ela nem as demais para disponibilizar aqui.

Mas voltei ao assunto pois hoje de manhã ao abrir minha caixa postal me deparo com a seguinte mensagem:

Legalização de igrejas (?)

Achei interessante pois o serviço é completo: estatuto e ata de fundação, CNPJ, registro em cartório; como o email mesmo diz: LEGALIZAÇÃO COMPLETA!

Bom, como estou interessado em abrir uma igreja, ficar rico, famoso, alisar meus cabelos (ops, meus cabelos já são lisos!), ter um programa na televisão – ou melhor, ter um canal só pra mim – resolvi entrar em contato e obter maiores informações, inclusive procurando saber se o dono da “empresa” já pertence a alguma igreja ou não. Quem sabe ele não seja meu primeiro membro?!?

Mandei um email com o seguinte conteúdo:

“Prezado,

Recebi uma mensagem sua através do orkut falando acerca do seu trabalho de legalização de igrejas. O texto não é muito claro, mas pelo que entendi sua empresa cuida, inclusive, da constituição do estatudo e da ata de abertura. Está correta essa informação? Como funciona este trabalho? Me dê mais detalhes por favor, inclusive com valores se possível.

Mais uma questão, de cunho particular: você é evangélico? De qual igreja?

Abraço!”

Sinceramente achei que não teria resposta uma vez que é fato comum entre empresas que colocam um site na internet, disponibilizam um email para contato mas nunca responde a ninguém. Mas me enganei! Não muito depois recebo a resposta, qeu segue abaixo (vou postar um printscreen para não dar a impressão de que eu manipulei a resposta):

resposta

Ou seja, tudo o que eu preciso e mais um pouco por apenas R$ 840,00 e facilitado em 3x sem juros!!! Não preciso me preocupar com ata de fundação, isso quer dizer que nem preciso de gente pra abrir minha igreja. Não preciso pensar em um estatuto: eles criam para mim! Sabem até o que quero e deixo de querer pra minha igreja, que maravilha!

… [pausa para o suspiro] …

Que lamentável, isso sim… É claro que o texto acima, de um grande mal gosto concordo, não passa de uma ilustração de algo que é comum em nosso cotidiano. Cada dia surgem novas igrejas – eu ví outro dia na TV dizendo que só na cidade de São Paulo surgem duas novas igrejas todos os dias! – novas mentiras, novos enganos, novas heresias e o povo cada vez mais distante do Senhor. Onde vamos parar? Até quando isso vai persistir?

O que esperar de uma empresa que seu dono se diz membro de uma igreja e frequentador de outra? O que se espera de uma igreja fundamentada na mentira – ou você acha que o que eles estão fazendo é correto? Quais serão as pessoas que assinam essas atas de fundação? – qual a base bíblica para o estatuto dessas igrejas? Qual a mensagem pregada numa igreja dessas? O que se esperar de um líder desses?

E pensar que isso é somente o princípio…

“… Ora, vem, Senhor Jesus!” – Apocalipse 22:20

Os textos, estudos, mensagens, links, desenhos, vídeos, charges enfim, todo o conteúdo deste blog NÃO TEM NENHUM COMPROMISSO com homens ou instituições. Meu único compromisso aqui, bem como no meu dia-a-dia é única e exclusivamente com o Senhor. Não tenho a intenção de magoar, ofender ou menosprezar ninguém, mas sim de apresentar a única e verdadeira Palavra do Senhor. E isso as vezes contraria a muitas pessoas. Não tenho obrigação de agradar ninguém, senão a Deus.

O conteúdo aqui exposto deverá sempre ser analisado segundo a Palavra e caso algo se encontre em desacordo com a Bíblia você tem a liberdade de apontar e eu terei o prazer em analisar e, caso encontre fundamento para tal, me retratar.

Se gostou do blog e o mesmo tem, de alguma forma, lhe ajudado volte mais vezes, indique para mais pessoas, participe comentando os textos ou sugerindo conteúdo. Se não gostou é simples: não volte mais! Não é por conta da opinião de alguns que deixarei de seguir a Verdade.

Em Cristo!

P.s.: Este foi somente um desabafo quanto a isto: https://danilomiguel.wordpress.com/2009/02/18/pra-descontrair-um-pouco/#comments

Acabei de ler isto:

“Nesta última quarta-feira, dia 11, realizou-se na Igreja Universal do Reino de Deus, à Reunião dos Filhos de Deus com o estudo sobre o livro do Novo Nascimento do Bispo Macedo, na oportunidade o Espirito Santo ressaltou sobre a importância de seguirmos os caminhos do Senhor Jesus, lendo o livro das páginas 19 à 23, cujo tema principal era a Conversão. O Espirito de Deus, através do Pr. Luciano relatou a todos, que devemos abandonar as imundices destes mundos, tais como pensamentos errados, de dúvidas, de incredulidades e fazer tudo aquilo que Jesus nos ensinou e tem ensinado, que jamais devemos ficar na “Janela” olhando para a vida dos outros, mas sim cuidarmos da nossa, conservando o nosso coração e a nossa salvação. Após esta mensagem foi realizada a Busca ao Espirito Santo em que muitas pessoas tiveram a oportunidade de consertar-se e começar uma nova vida. Acredito que a mensagem passada ontem, serviu para muitas pessoas que encontravam-se com a Fé um pouco morna, quase fria.” – grifos meus.

É curioso notar que, além de tantas outras aberrações, agora vemos também que aos poucos a Bíblia vai sendo abolida da Igreja Universal do Reino de Deus. Tudo bem que o tal livro, pelo que me parece, até que tem alguns fundamentos bíblicos. Mas isso me baseando pelo que o autor do texto supracitado diz. Mas vale lembrar que, por exemplo, Alan Kardeck utilizou-se das Escrituras para autenticar (ou querer autenticar!) o espiritismo.

Onde chegaremos?

Link para o texto original: http://adrianoliveira.wordpress.com/2009/02/12/uma-quarta-feira-memoravel/ – note o título da poastagem: “quarta-feira memorável” (???)

[update]Imediatamente após a publicação deste post o link original bem como o título do post foram alterados. Novo link: http://adrianoliveira.wordpress.com/2009/02/12/uma-quarta-feira-marcante/%5B/update%5D

Desapareci, eu sei. Saí daqui um tempo, fui pra meu próprio domínio e mesmo lá fiquei um bom tempo sem postar nada. Foram vários os motivos que me afastaram do blog, mas estou voltando.

Este post é só o reinício e, querendo Deus, em breve teremos muita coisa nova por aqui. Continue a visitar e que o Senhor nos abençoe!

Sabe aquelas notícias em que a gente simplesmente diz: “Sem comentários!”? Pois é, esta notícia que está no portal Terra é uma delas. Abaixo um trecho e o link para a matéria completa:

Autoridades do Estado americano da Carolina do Sul pediram a um tribunal que um jovem seja avaliado psicologicamente depois que ele ameaçou causar uma explosão em sua escola para morrer e ir ao céu matar Jesus, segundo informa a agência EFE. – leia matéria completa aqui.

Com esta manchete o portal Terra (tenta) causar polêmica com a notícia abaixo – trecho:

“A rede de televisão britânica BBC irritou setores mais tradicionais da Igreja Católica ao exibir uma nova imagem da crucificação de Jesus Cristo, segundo o jornal El País. Nela, Cristo aparece com os braços para cima, crucificados em lugar das mãos, e as pernas flexionadas. ”  – grifos meus. Leia notícia completa aqui: http://noticias.terra.com.br/mundo/interna/0,,OI2685651-EI8142,00.html

Porque tenta causar polêmica? Primeiro: classifica única e exclusivamente a Igreja Católica como igreja. Segundo: na complementação da primeira, ignora totalmente a opinião das demais igrejas. Eu acho que basta, né?

Utilizei da notícias acima apenas para entrar em um assunto do qual a tempo queria publicar aqui. Certa feita, conversando com uma missionária da igreja ao qual tenho servido ao Senhor ela trouxe uma revelação maravilhosa sobre tal assunto: porque não carregamos ou temos um crucifixo.

Durante sua explanação, ao mencionar que tal indagação surgiu de um colega de trabalho, ela fez a seguinte pergunta ao mesmo:

“Se um dia você tivesse um irmão ou qualquer outro parente assassinado por uma arma de fogo, você queria ter pendurado em sua sala ou carregaria em seu pescoço tal arma? A arma que foi utilizada para tirar a vida do seu ente querido seria venerada por você?”

Ora, temos em Jesus a salvação eterna, mas tal salvação só foi possível através de um sacrifício e este envolvia a cruz. Ou seja, quem deveria estar lá era eu e você, não Ele. Mas Deus se fez pecado em nosso lugar (Gálatas 3:13) para nos resgatar do pecado.

A cruz era sinal de maldição. E que prazer teria eu hoje em cerregar um crucifixo, ainda que vazio? Ter em minha sala a arma que fez o Senhor padecer a pior das dores em meu lugar?

Tudo bem que o que levou Jesus à morte e sofrimento não foi a cruz em sí. Ela foi tão somente um agente, dentre tantos outros. Pois Ele estava lá pelos meus e os seus pecados, pagando por eles, sofrendo por eles.

Ou seja, pouco importa se querem fazer a cruz reta, torta, mais pra cima, mais pra baixo. O que importa é não se aproximar de algo que “matou” o meu Senhor.

Devemos sim olhar para Jesus, autor e consumador da fé (Hebreus 12:2), mas com os olhos da fé, aguardando ardentemente o dia de Sua vinda para nos buscar e nos conceder morada eterna ao lado do Pai!

Deus nos abençoe em Cristo.

Tem sido amplamente noticiados nos últimos dias, principalmente na internet, a perseguição religiosa contra os evangélicos por parte da TV Globo através, principalmente, de suas telenovelas.

Tal perseguição todo mundo sabe sempre existiu, entretanto se constata que nesse caso específico ela ficou muito clara. Eu lí um texto em um blog onde inclusive participo com alguns comentários.

Para não incorrer no erro de reproduzir aqui o que escrevo lá, deixo o link para sua visita (e aproveito para recomendar a leitura dos demais artigos, que são muito bons): http://plenitudedivina.wordpress.com/2008/03/14/o-preconceito-da-rede-globo/

Se quiser participar também na discussão deste assunto, deixe sua opinião (lá ou aqui).

Próxima Página »