Pessoal


Este blog, como pode-se perceber, não está mais sendo atualizado. Atualize seus favoritos. Veja novidades em: http://semforma.blogspot.com

Recebi um questionamento acerca da postagem sobra a IURD, via comentários, dum tal de samuelsa:

“AMIGO DANILO, PORQUE CRITICAR?”

É evidente que não vou publicar o mesmo (precisa?), uma vez que quero responder ao questionamento aqui mesmo. Não somente para ele, mas para todos aqueles que vivem questionando a mesma coisa.

A bem da verdade é que o que eu faço aqui não são apenas críticas, pois se fosse somente isso eu me sentiria um frustrado. Meus textos vão mais além: minha real intenção é denunciar os abusos, enganos, falsas doutrinas, falsos ensinamentos e demais situações que tem tomado conta da Igreja como um todo. Tudo o que faço é baseado na Palavra de Deus. Não estou criando nada novo, somente mostrando, à luz das Escrituras, que estas coisas estão incorretas.

O povo, cada vez mais incauto, tem acreditado mais e mais nas baboseiras que se tem disseminado por aí. O costume bereano (Atos 17:10-11), de analisar à luz das Escrituras – e repudiar os enganos, tudo o que lhe é oferecido não tem sido nada atraente em nossos dias. É mais fácil e gostoso saborear os manjares do que contestar. Ainda que este esteja estragado e te conduza a um mal estar espiritual…

Não sou dono da verdade, mas pelo (pouco) conhecimento que tenho da Palavra e principalmente pelo zelo que tenho com as coisas de Deus, fico indignado com as aberrações que tenho visto no meio do povo de Deus. Assim como Esdras, que chegou inclusive a rasgar as vestes e arrancar os cabelos e a barba tamanho sua indignação ao ver o povo misturando o santo com o profano (Esdras 9), eu tenho orado ao Senhor por uma restauração e além, como dito anteriormente, uso deste blog para denunciar tais enganos. Sei que não vou mudar o mundo, sei que não sou um Lutero da vida. Sei também que ainda tenho muito que aprender. Mas acima de tudo creio no poder de Deus, no agir do Espíito Santo e que Deus tem separado para sí um povo santo e espero ser parte deste povo.

O que escrevo não escrevo para agradar a ninguém. Se se sente incomodado é porque o que você lê aqui está indo contra aquilo que você acredita. Daí fica a questão: o que escrevo está fora daquilo que Deus nos deixou e está registrado nas Sagradas Escrituras ou o que você tem crido está fora?

Se quer me refutar que o faça com base na Bíblia. Não baseado em teses humanas, não em costumes e tradições, mas na Palavra. Não venha com a ciência da “achometria” (eu acho isso, eu acho aquilo) ou com opiniões de líderes que se acham donos da verdade, mas que pregam mentiras de satanás levando o povo cada vez mais para longe de Deus.

No mais meu pedido e desejo é que aqueles que se dizem cristãos se voltem para Deus através da oração, da comunhã diária com Ele, através do estudo da Palavra e não aceite tudo o que se prega por aí sem antes verificar na Bíblia se o que te vendem como verdade é, de fato, verdade.

Que o Senhor tenha misericórdia de nossas vidas!

Este post é para comemorar minhas primeiras 8 mil (isso mesmo, oito mil) visitas! Louvo a Deus, pois apesar de passar por alguns momentos sem publicar nada novo aqui, ainda assim nunca deixei de receber ao menos um visitante por dia. Sei que não sou nada e que não tenho nada, mas o que escrevo aqui o escrevo de coração, na intenção de revelar o meu desejo mais íntimo de ver o verdadeiro Evangelho sendo pregado, ensinado, difundido.

Novos planos e projetos estão em andamento. Um deles, por exemplo, já estou colocando em prática aos poucos: estou “dividindo” o blog em dois. Este permanecerá ativo, mas ficará mais voltado para coisas pessoais, comentários rápidos e textos que não chegam a ser um estudo. No outro publicarei estudos bíblicos mais aprofundados, matérias, entrevistas (sim, entrevistas!) e demais.

Assim como você tem me visitado aqui – e espero que volte sempre! – quero vê-lo sempre por lá também. Que Deus nos conceda graça para estes dias maus, em Cristo Jesus!

Ah, o endereço do outro blog (Sem forma, este é o nome dele. Vá lá e vai entender porque do nome) é: http://semforma.blogspot.com

No outro domínio (www.danilomiguel.com, que eu perdi devido ao fato de meu cartão de crédito ter expirado e não conseguir renovar a anuidade :() eu tinha algumas boa mensagens que infelizmente se perderam. Uma delas – por isso o “parte II” no título – era uma crítica aos que saem por ai abrindo igrejas achando que a Igreja não passa de um negócio lucrativo. Coisa que mais vemos nos dias de hoje… Infelizmente não consegui acesso nem a ela nem as demais para disponibilizar aqui.

Mas voltei ao assunto pois hoje de manhã ao abrir minha caixa postal me deparo com a seguinte mensagem:

Legalização de igrejas (?)

Achei interessante pois o serviço é completo: estatuto e ata de fundação, CNPJ, registro em cartório; como o email mesmo diz: LEGALIZAÇÃO COMPLETA!

Bom, como estou interessado em abrir uma igreja, ficar rico, famoso, alisar meus cabelos (ops, meus cabelos já são lisos!), ter um programa na televisão – ou melhor, ter um canal só pra mim – resolvi entrar em contato e obter maiores informações, inclusive procurando saber se o dono da “empresa” já pertence a alguma igreja ou não. Quem sabe ele não seja meu primeiro membro?!?

Mandei um email com o seguinte conteúdo:

“Prezado,

Recebi uma mensagem sua através do orkut falando acerca do seu trabalho de legalização de igrejas. O texto não é muito claro, mas pelo que entendi sua empresa cuida, inclusive, da constituição do estatudo e da ata de abertura. Está correta essa informação? Como funciona este trabalho? Me dê mais detalhes por favor, inclusive com valores se possível.

Mais uma questão, de cunho particular: você é evangélico? De qual igreja?

Abraço!”

Sinceramente achei que não teria resposta uma vez que é fato comum entre empresas que colocam um site na internet, disponibilizam um email para contato mas nunca responde a ninguém. Mas me enganei! Não muito depois recebo a resposta, qeu segue abaixo (vou postar um printscreen para não dar a impressão de que eu manipulei a resposta):

resposta

Ou seja, tudo o que eu preciso e mais um pouco por apenas R$ 840,00 e facilitado em 3x sem juros!!! Não preciso me preocupar com ata de fundação, isso quer dizer que nem preciso de gente pra abrir minha igreja. Não preciso pensar em um estatuto: eles criam para mim! Sabem até o que quero e deixo de querer pra minha igreja, que maravilha!

… [pausa para o suspiro] …

Que lamentável, isso sim… É claro que o texto acima, de um grande mal gosto concordo, não passa de uma ilustração de algo que é comum em nosso cotidiano. Cada dia surgem novas igrejas – eu ví outro dia na TV dizendo que só na cidade de São Paulo surgem duas novas igrejas todos os dias! – novas mentiras, novos enganos, novas heresias e o povo cada vez mais distante do Senhor. Onde vamos parar? Até quando isso vai persistir?

O que esperar de uma empresa que seu dono se diz membro de uma igreja e frequentador de outra? O que se espera de uma igreja fundamentada na mentira – ou você acha que o que eles estão fazendo é correto? Quais serão as pessoas que assinam essas atas de fundação? – qual a base bíblica para o estatuto dessas igrejas? Qual a mensagem pregada numa igreja dessas? O que se esperar de um líder desses?

E pensar que isso é somente o princípio…

“… Ora, vem, Senhor Jesus!” – Apocalipse 22:20

Os textos, estudos, mensagens, links, desenhos, vídeos, charges enfim, todo o conteúdo deste blog NÃO TEM NENHUM COMPROMISSO com homens ou instituições. Meu único compromisso aqui, bem como no meu dia-a-dia é única e exclusivamente com o Senhor. Não tenho a intenção de magoar, ofender ou menosprezar ninguém, mas sim de apresentar a única e verdadeira Palavra do Senhor. E isso as vezes contraria a muitas pessoas. Não tenho obrigação de agradar ninguém, senão a Deus.

O conteúdo aqui exposto deverá sempre ser analisado segundo a Palavra e caso algo se encontre em desacordo com a Bíblia você tem a liberdade de apontar e eu terei o prazer em analisar e, caso encontre fundamento para tal, me retratar.

Se gostou do blog e o mesmo tem, de alguma forma, lhe ajudado volte mais vezes, indique para mais pessoas, participe comentando os textos ou sugerindo conteúdo. Se não gostou é simples: não volte mais! Não é por conta da opinião de alguns que deixarei de seguir a Verdade.

Em Cristo!

P.s.: Este foi somente um desabafo quanto a isto: https://danilomiguel.wordpress.com/2009/02/18/pra-descontrair-um-pouco/#comments

Enquanto não arrumo tempo para novos textos (trabalho demais!), deixo este quadrinho para descontração…

DescontraçãoAchei na net, infelizmente não sei o autor para dar os devidos créditos 😦

[update]Para quem não entendeu, este quadrinho é uma sátira quanto aos que se dizem ateus, que duvidam da existência de um Deus único e eterno.[/update]

Acabei de ler isto:

“Nesta última quarta-feira, dia 11, realizou-se na Igreja Universal do Reino de Deus, à Reunião dos Filhos de Deus com o estudo sobre o livro do Novo Nascimento do Bispo Macedo, na oportunidade o Espirito Santo ressaltou sobre a importância de seguirmos os caminhos do Senhor Jesus, lendo o livro das páginas 19 à 23, cujo tema principal era a Conversão. O Espirito de Deus, através do Pr. Luciano relatou a todos, que devemos abandonar as imundices destes mundos, tais como pensamentos errados, de dúvidas, de incredulidades e fazer tudo aquilo que Jesus nos ensinou e tem ensinado, que jamais devemos ficar na “Janela” olhando para a vida dos outros, mas sim cuidarmos da nossa, conservando o nosso coração e a nossa salvação. Após esta mensagem foi realizada a Busca ao Espirito Santo em que muitas pessoas tiveram a oportunidade de consertar-se e começar uma nova vida. Acredito que a mensagem passada ontem, serviu para muitas pessoas que encontravam-se com a Fé um pouco morna, quase fria.” – grifos meus.

É curioso notar que, além de tantas outras aberrações, agora vemos também que aos poucos a Bíblia vai sendo abolida da Igreja Universal do Reino de Deus. Tudo bem que o tal livro, pelo que me parece, até que tem alguns fundamentos bíblicos. Mas isso me baseando pelo que o autor do texto supracitado diz. Mas vale lembrar que, por exemplo, Alan Kardeck utilizou-se das Escrituras para autenticar (ou querer autenticar!) o espiritismo.

Onde chegaremos?

Link para o texto original: http://adrianoliveira.wordpress.com/2009/02/12/uma-quarta-feira-memoravel/ – note o título da poastagem: “quarta-feira memorável” (???)

[update]Imediatamente após a publicação deste post o link original bem como o título do post foram alterados. Novo link: http://adrianoliveira.wordpress.com/2009/02/12/uma-quarta-feira-marcante/%5B/update%5D

Conta-se que certo caipira estava no seu trabalho rotineiro, num canavial, quando, de repente, viu brilhar três letras no céu: VCC. Muito religioso, o caipira julgou que aquelas letras significavam: “Vai Cristo Chama”. Fiel à visão correu ao pastor de sua Igreja e contou-lhe o ocorrido, concluindo que gostaria de devotar o restante de sua vida à pregação do evangelho. O pastor, surpreso diante do relato, disse:

— Mas para pregar o evangelho, é preciso conhecer a Bíblia. Você conhece a Bíblia o bastante para sair  pelo mundo pregando a sua mensagem?

— Claro que sim! – Disse o homem.

— E qual é a parte da Bíblia que você mais gosta e conhece?

— As parábolas de Jesus, principalmente a do bom samaritano.

— Então, conte-a! – Pede o pastor, querendo conhecer o grau de conhecimento bíblico do futuro pregador do evangelho.

O caipira começa a falar:

“Descia um homem de Jerusalém para Jericó, e caiu entre os salteadores. E ele lhes disse: Varões irmãos, escutai-me: Não tenho prata nem ouro, mas o que tenho, isso te dou. E entregou-lhes os seus bens, e a um deu cinco talentos, e a outro, dois, e a outro, um, a cada um segundo a sua capacidade.

“E partindo dali foi conduzido pelo Espírito ao deserto, e tendo jejuado quarenta dias e quarenta noites, teve fome, e os corvos alimento lhe traziam, pois alimentava-se de gafanhoto e mel silvestre. E sucedeu que indo ele andando, eis que um carro de fogo o ocultou da vista de todos. A rainha de Sabá viu isso e disse: ‘Não me contaram nem a metade’.

“Depois disso, ele foi até a casa de Jezabel, a mãe dos filhos de Zebedeu, e disse: ‘Tiveste cinco maridos, e o homem que agora tens, não é teu marido’. E olhando ao longe, viu a Zaqueu pendura pelos cabelos numa árvore e disse: ‘Desce daí, pois hoje almoçarei na tua casa’. Veio Dalila e cortou-lhe os cabelos, e os restos que sobraram foram doze cestos cheios para alimentar a multidão. Portanto, não andeis inquietos dizendo: ‘Que comeremos?’, pois o vosso Pai celestial sabe que necessitais de todas essas coisas. E todos os que o ouviram se admiraram da sua doutrina.”

O caipira, entusiasmado, olhou para o pastor e perguntou:

— E então, estou pronto para pregar o evangelho?

— Olha, meu filho – disse o pastor – eu acho que aquelas letras no céu não significavam: “Vai Cristo Chama”. Antes, deveriam ser lidas: “Vai Cortar Cana”.

MORAL DA ESTÓRIA: Um conhecimento superficial das Escrituras poderá causar danos irreversíveis ao ministério, caso o mestre não leve em contar os fatores fundamentais para uma boa interpretação bíblica.

Achei aqui: http://www.agirbrasil.org/Apol_Geral/Estoria_VCC.html

Não nasci na Assembleia de Deus; não converti na Assembleia de Deus; não fui ungido obreiro na Assembleia de Deus. Mas sempre admirei a AD como igreja e sempre tive o desejo de fazer parte de seu rol de membros. E hoje sou, graças a Deus. Meu processo de “migração” para a Assembleia de Deus não ocorreu da forma como imaginava, mas ocorreu. Foi a igreja que melhor me acolheu num dos momentos mais cruciais e tristes da minha vida. Foi ali que encontrei uma Palavra que me preencheu, me tocou e que tanto precisava naquele momento. É na Assembleia de Deus que estou e que pretendo ficar até a volta do Senhor Jesus!

Não é A igreja; não é uma igreja perfeita; está longe de ser uma igreja imaculada. Como em qualquer lugar que esta o homem, aqui também tem seus problemas e defeitos. Mas o que mais me chama a atenção é o fato de buscarem satisfazer a vontade de Deus. Erramos sim, mas tentando fazer o correto. Até chegar aqui já passei por alguns ministérios, alguns sérios outros que não passaram de meros “negócios de ocasião” – sim, eu já errei muito em acreditar em cada baboseira. Coisa que a gente faz quando ainda é inocente, novo na fé, e acha que todo mundo é santo! – e louvo a Deus pois com isso aprendi muito. Hoje, com uma visão um pouco mais apurada e um pouquinho de conhecimento da Palavra do Senhor e, é claro, com o discernimento do Espírito Santo, deixei de cometer alguns erros que cometia, deixei de acreditar em coisas que acreditava e aprendi a analisar melhor tudo o que me é fornecido.

Deixei, por exemplo, de achar que o fato de um culto com muito reteté, crente dançando prá lá e prá cá, linguas estranhas e mais um monte de coisa que vemos por aí, é sinal de que Deus está presente1. Em compensação caiu a ficha de que em todos os cultos ou reuniões, sejam com 2 ou 10 mil pessoas (ou  mais), Ele está presente (Mateus 18:20). Neste tempo aprendi a crer e confiar mais em Deus, a ser mais dependente do Senhor dentre outras coisas. Além das tantas que ainda estou aprendendo. Foi um tempo bom, graças a Deus!

Mas agora que estou AD, que por sinal faz pouco tempo, tenho aprendido ainda mais. Tenho crescido aos poucos, com um alimento que dá sustância, saúdavel e que faz bem! Tenho conhecido irmãos e irmã s que são verdadeiros exemplos dentro da Igreja e dos quais quero espelhar muita coisa. Tenho aprendido o verdadeiro significado de servir, da oração, da comunhão dos santos enfim, coisa que eu “achava” que sabia, agora tenho conhecido de verdade. Mas também, e infelizmente, tenho conhecido uma AD que eu nunca imaginava que existia: uma igreja política, com alguns líderes engessados, outros totalmente distantes da realidade da igreja enfim, a realidade da maior denominação do País.

Uma delas, e que me levou a escrever este post pois gerou uma dúvida, é com relação àqueles que fogem a regra. Aqueles que dizem que são mas não são; os rebeldes. Estava eu navegando pelo site da Convenção Geral das Assembleias de Deus no Brasil (www.cgadb.com.br), o orgão que regula – ou deveria – a denominação em nosso País e ao acessar a seção “Nossa posição sobre“, buscando informações sobre um outro assunto, que inclusive quero tratar aqui no blog em outra ocasião, me deparei com algumas instruções a respeito da liturgia em nossas igrejas. Me deparei com o seguinte texto:

“Nós somos pentecostais clássicos, isso significa que somos modelos para os outros, são eles, portanto, eles é que devem aprender com as Assembléias de Deus e não nós com eles, em matéria de doutrina pentecostal. É muita falta de bom senso e de respeito para com nossa denominação copiar grupos neo-pentecostais que sequer sabemos quem são, nem de onde vêm e nem para onde vão.

A avalanche de igrejas neo-pentecostais com liturgias e crenças para todos os gostos, tem levado alguns de nossos líderes a se fascinarem por esses movimentos, imitando e copiando seu sistema litúrgico. Ora, quem pertence a nossa Igreja não está enganado, são crentes que sabem o que querem, que conhecem nossa doutrina, tradição, usos e costumes e com a nossa forma de adoração.”

Diante do exposto me surgiu a dúvida que quero deixar aqui em aberto para que, quem sabe, alguém que tenha a resposta a deixe registrada ou então pelo menos me indique o caminho de como conseguí-la. Pretendo, também, encaminhar esta dúvida para a própria CGADB.

Há atualmente um número expressivo de líderes assembleianos que tem adotado práticas dos movimentos neo-pentecostais alguns, inclusive, chegando a causar escândalos a irmãos ao se apresentarem estéticamente fora dos padrões da AD. Outros apresentando mensagens fora do contexto bíblico, mensagens em nada edificantes que mais parecem serem pregadas para agradar o povo, e não agradar a Deus. Qual a posição da Convenção quanto a isso? O que deverá ou deveria ser feito quanto a estes? Ou tudo vai ficar como está: exigindo-se muito de uns e nada de outros?

Desapareci, eu sei. Saí daqui um tempo, fui pra meu próprio domínio e mesmo lá fiquei um bom tempo sem postar nada. Foram vários os motivos que me afastaram do blog, mas estou voltando.

Este post é só o reinício e, querendo Deus, em breve teremos muita coisa nova por aqui. Continue a visitar e que o Senhor nos abençoe!

Próxima Página »